Kawasaki Ninja – Uma obra de arte

Artigos

A Kawasaki apresentou dois novos modelos 2018 para o Brasil: a Ninja 650 e a Ninja 1000. Embora carreguem o famoso sobrenome das superesportivas da marca japonesa, ambas são motos sport-touring, ou seja, feitas para viajar com conforto e esportividade. A bicilíndrica de 650cc teve seu motor atualizado e ganhou um novo visual, mais agressivo. Já a potente Ninja 1000 e seu motor de quatro cilindros em linha também passou por um face-lift e recebeu controles eletrônicos de última geração.

Ninja 1000: esportiva para viajar

Com o propósito de agregar ainda mais conforto à vocação esportiva da família, a Ninja 1000 ganhou diversas melhorias para viajar, além de eletrônica de última geração.

As mudanças visuais deixaram-na com um aspecto mais agressivo, com a carenagem dianteira mais “pontuda”. O conjunto óptico duplo agora tem faróis de LEDs e a bolha, ajustável, ficou mais alta no centro. O quadro em alumínio manteve a geometria, mas o link da suspensão traseira monoamortecida foi revisto: com isso o assento ficou mais baixo (815 mm contra os anteriores 820 mm). A Kawasaki também moldou o banco mais largo para o piloto e mais longo para a garupa.

Mas é na parte eletrônica que a Ninja 1000 ficou ainda mais parecida com a radical superesportiva Ninja ZX-10R. O modelo recebeu o sistema KCMF (Kawasaki Cornering Management Function – Função de gerenciamento de curvas), que trabalha em conjunto com o sensor de medição inercial da Bosch. O sistema integra os freios ABS, o controle de tração e o gerenciamento de motor de modo a proporcionar mais segurança para contornar curvas de forma esportiva. Há ainda o seletor de entrega de potência e dois níveis – Full e Low. Tudo para ter segurança no comando do motor de quatro cilindros que atinge a potência máxima de 142 cv a 10.000 rpm.

 

Será que estas máquinas são lindas? 

FICHA TÉCNICA

Motor

4 cilindros em linha / 16vDOHC / 1043cc / refrigeração a líquido

Alimentação: injeção eletrônica

Ignição: eletrônica digital

Partida: elétrica

Diâmetro x curso (mm): 77/56

Taxa de compressão: 11,8:1

Potência (cv a rpm): 138 a 9 600

Torque (mkgf a rpm): 11,2 a 7 800

Câmbio

6 marchas com transmissão final por corrente

Chassi

Quadro: monochoque de alumínio

Suspensão Dianteira: telescópica invertida de 41 mm de diâmetro com regulagens de pré-carga, compressão e extensão e 120 mm de curso.

Traseira: back-link horizontal a gás, regulável em extensão e pré-carga da mola, e 138 mm de curso

Freios Dianteiro: 2 discos flutuantes de 300 mm de diâmetro e pinças de 4 pistões opostos

Traseiro: disco simples com 250 mm de diâmetro e pinça de 2 pistões opostos

Pneus Dianteiro: 120/70-17

Traseiro: 190/50-17

Dimensões

Comprimento (cm) 210,5

Altura/largura (cm) 123/79

Entre-eixos (cm) 144,0

Peso (kg) 231 (em ordem de marcha)

Vão-livre (cm) 13

Altura do assento (cm) 82

Tanque (l) 19

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *